quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Programadores podem ser "felizes"

NE: Portabilidade = Característica das aplicações serem executáveis (ou facilmente recompiladas) em outras plataformas além daquela de origem.

Cara, existem muitas bizarrices no mundo. Vou falar um pouco sobre mais uma delas.

No mundo dos programadores, uma das maiores dores de cabeça é a portabilidade. E esta é uma das pricipais motivos do ambiente web ter se tornado tão popular. Aplicativos web se tornaram o modelo padrão de aplicativos. Se não é web ou simplesmente não roda num browser, todos torcem o nariz. Aplicativos desktop são encarados como coisas do passado. Mas essa mudança de pensamento (de desktop para web) não aconteceu do dia pra noite e tem tudo a ver com o assunto supra-citado.

Softwares desenvolvidos para rodar em um browser não tem que se preocupar com o Sistema Operacional do usuário. O custo com manutenção também é reduzido, já que para atualizar o software basta atualizar a versão que está rodando no servidor. Antigamente, chegava-se ao cúmulo de ter que atualizar máquina por máquina quando havia alterações. Existe muito falatório sobre Java ser multiplataforma, mas na prática não é. Dá um trabalhão compilar um projeto que foi originalmente construído em um outro SO. Isso se deve às várias JVM, às várias bibliotecas, dependências, etc, que mudam ligeiramente de uma plataforma para outra.

Para alguém que desenvolve para plataformas mobile, isso é um tormento. Existe um SDK para IPhone, um pro WebOS, um pro Maemo e por aí vai. Mas, existe luz no fim do túnel. A Nokia está investindo em uma lib C++ chamada QT (lê-se "cute") a um bom tempo e já tem algo maduro. É certo que você não vai conseguir compilar e rodar um software pra IPhone utilizando essa lib, mas já é um progresso. Você consegue criar um software realmente multiplataforma sem mudar um ponto-e-vírgula no seu código. Até onde eu sei, um app construído em QT (lembrem-se, "cute") pode rodar em Windows, Linux, Maemo, Symbian, etc, sem alterações nos fontes.

O que acontece quando um programador descobre uma linguagem realmente multiplataforma? Faz um vídeo Nerd mostrando sua inaptidão pra dança, lógico. Dá uma olhada no que a galera da TrollTech (criadores do projeto QT, hoje propriedade da Nokia) fez:




Isso sim é bizarrice. Mas devo admitir que até rí um pouco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário